Na sua opinião, qual deveria ser o final da Sati em José do Egito?

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Larissa Maciel diz que não posaria nua: "Quero ser reconhecida como atriz"




Sob os cuidados do maquiador Fernando Torquatto, a atriz Larissa Maciel, que interpretou Maysa na minissérie homônima, se preparou para assistir pela primeira vez a 11ª edição do maior Festival de Música do Brasil, em Salvador, na noite desta quinta-feira (29). "A Maysa era uma mulher que mergulhava fundo em tudo que se propõe a fazer, e eu também sou assim". Pela primeira vez na Bahia, ela não vai poder conhecer as belezas locais. "É uma pena, morro de vontade de conhecer a Bahia, mas amanhã cedo (sexta-feira) tenho que estar de volta. Quem sabe não voltarei um dia para aproveitar o Carnaval", afirmou ela, que não realizará o desejo este ano.
Larissa pretende viajar com a família para um destino não revelado. No entanto, vai curtir um dia do carnaval do Rio. "Domingo vou estar em um camarote, acho lindo", comentou.
Ela descarta totalmente a possibilidade de estampar as páginas de revistas como veio ao mundo. "Não existe e nunca vai existir a possibilidade de posar nua. Quero ser reconhecida como atriz".O noivo de Larissa mora em Porto Alegre. "Bate a saudade. Mas eu entendo que a vida dele está lá e a minha está no Rio. Ele entende bem isso. Também, se não fosse assim, não estaríamos juntos".Casamento e filhos não estão nos planos da atriz por enquanto. Também não tem preferências pelo sexo da criança. "As meninas são mais tranqüilos, os meninos são mais agitados", diz. Com a carreira focada no teatro, se preparou durante oito meses para viver a personagem. "Ela foi um presente que ganhei. Não tenho palavras para descrever, minha vida mudou completamente depois dela. Recebo carinho de gente que sequer conheço, isso me fortalece".Ela não tem novo trabalho em vista, mas não tem medo de ser uma atriz de um papel só. "Tenho 11 anos de carreira. Nunca fui e não é agora que serei uma atriz de um papel só. Se não for na televisão, continuarei no teatro, onde minha carreira é baseada".


quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Larissa Maciel embarca com a empresária, Marcia Marbá, no Rio

A atriz de 'Maysa' foi clicada no aeroporto Galeão nesta quinta-feira, 29

Larissa Maciel e sua empresária, Marcia Marbá, foram clicadas embarcando no aeroporto do Galeão, no Rio, nesta quinta-feira, 29. Simpática, a atriz de "Maysa" sorriu quando percebeu a presença do fotógrafo. Parece que a conversa com a irmã de Angélica estava bastante animada!

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Larissa Maciel faz uma boquinha em lanchonete no Rio




A atriz Larissa Maciel, da minissérie "Maysa", foi clicada em momento gulosa nesta terça-feira, 27. Acompanhada dos pais, ela parou em uma lanchonete da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, para fazer uma boquinha no meio da tarde. Apesar de ser gaúcha, Larissa mostrou que já está totalmente adaptada ao clima da cidade: ela usava um vestidinho florido e sandália rasteira, bem no estilo carioca.


sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Sempre pedia "licença" à Maysa


Novata nas telinhas, mas com uma larga experiência na carreira artística, Larissa Maciel, a intérprete da cantora Maysa na minissérie global "Maysa - Quando Fala o Coração", diz que teve uma experiência “sobrenatural” durante as gravações. A declaração foi feita à revista Isto É Gente desta semana.

Na entrevista, Larissa afirma que, ao tentar vestir uma túnica que já tinha sido usada pela cantora, a peça não entrava de jeito nenhum. "As camareiras não conseguiam fechá-la no meu corpo e eu pedi para tentar. Consegui fechar os botões em um segundo. Encarei isso como uma permissão para que eu usasse as suas coisas", declara a atriz.

Larissa também afirmou que sempre pedia “licença” à cantora antes de mexer nas seis pastas com letras de músicas, diários e poemas inéditos da musa, que foram cedidos por Jayme Monjardim – diretor da minissérie e filho da cantora.

“É muito forte você tomar contato com as coisas de alguém que já morreu", enfatiza.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Novos Vídeos

IG entrevista Larissa na SPFW:
http://tvig.ig.com.br/70704/atrizes-prestigiam-desfile-da-forum.htm



Caras entrevista Larissa na SPFW:
http://www.caras.com.br/tv.htm?v=8k6zdm7z1s66



Larissa na Ilha de Caras:
http://www.caras.com.br/tv.htm?v=8kxzdiuz1qgu

Larissa Maciel, nova contratada da Globo, namora à distância


Uma das mais novas contratadas da Rede Globo é a musa da minissérie Maysa - Quando Fala o Coração, a atriz Larissa Maciel, que já está na profissão há 13 anos. Foi o que ela revelou à Contigo! durante o desfile da Huis Clos, ontem (20/1/2009), na SPFW. A gaúcha também contou que apesar da contratação ainda não tem nenhum projeto na emissora.

A mais nova carioca do pedaço aproveita a fase para curtir a cidade: ''Por causa do trabalho, tive que mudar para o Rio de Janeiro, mas estou adorando. A qualidade de vida e os cariocas são muitos bons''.

O único inconveniente, que talvez nem o seja para a atriz, é que o namorado continua morando no Rio Grande do Sul. ''Não está atrapalhando em nada, continuamos o namoro numa boa. A gente sempre se vê.''

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Se o mundo dela já caiu?

“Ao contrário da Maysa, meu mundo nunca caiu. Só quando cometi algumas gafes, como quebrar a porta de vidro de um restaurante”, brinca.

Mas até aí, quem nunca cometeu?

Larissa Maciel e Alice Braga vestem Huis Clos contra câncer de mama

Usando uma camiseta feita pela estilista contra o câncer de mama, as duas atrizes foram muito assediadas na primeira fila do desfile da grife


A busca pela foto perfeita pode assustar famosos. A ponto de eles fugirem correndo dos fotógrafos “esfomeados” por um flash. Alice Braga, ao chegar à primeira fila do desfile da Huis Clos, passou por esta situação. Saiu correndo do cerco e foi sentar-se ao lado de Larissa Maciel. Aí foi a vez da Maysa ser assediada.

Apesar do frisson, as duas foram doces com a imprensa, e mostraram com prazer o figurino que estavam usando: uma camisa de manga comprida da Huis Clos contra o câncer de mama.

A atriz e ex-modelo Sílvia Pfeifer foi outra famosa que também aderiu à campanha. Na primeira fila do desfile, ela também estava usando a camiseta feita por Clos.


SPFW: "Eu usava roupas inteiras de lycra!", conta Larissa Maciel

Larissa Maciel, que viveu a cantora Maysa na minissérie homônima da Rede Globo, voltou ao São Paulo Fashion Week, nesta terça-feira (20). A atriz foi conferir a nova coleção da estilista Clô Orozco, da grife Huis Clos, e revelou seu maior pecado fashion: “Nossa, eu usava roupas inteiras de lycra!”, relembra, entre risos.

Sentada na primeira fila da sala, e vestida com uma calça preta da estilista e uma camiseta do IBCC (Instituto Brasileiro de Controle do Câncer), Larissa, que se declara apaixonada por sapatos, elegeu o look que mais atraiu sua atenção no desfile: uma calça presa ao tornozelo, tipo bombacha. “Achei incrível!”, disparou a morena de olhos verdes.

Famosas se encontram no backstage da Houis Clos

Silvia Pfeiffer, Larissa Maciel, Alice Braga e Camila Morgado se encontraram no backstage da grife Houis Clos durante o terceiro dia de São Paulo Fashion Week. Com exceção de Morgado, as atrizes vestiram uma camiseta feita pela grife contra o câncer de mama.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Entrevista pra RBS


Nessa entrevista para a RBS (Filial da Globo no Rio Grande do Sul), Larissa fala das semelhanças com Maysa e também das coisas que as diferem. Também fala da sua admiração por ela, por estar sempre se reinventando (e de Madonna também!). Além disso podemos conferir alguns trabalhos mais antigos da Larissa.

Larissa Maciel adota vestidos compridos

A passagem da intérprete da cantora Maysa, mãe do diretor Jayme Monjardim na televisão, foi um dos acontecimentos do segundo dia do SPFW. Ela passou pelo pavilhão da Bienal do Ibirapuera para ver o desfile da Forum de Tufi Duek e pretende voltar à semana de moda paulistana. Larissa contou seu gosto na hora de se vestir: "Gosto de peças femininas. Nada masculino para mim fica bem", garantiu. "Sempre gostei muito de usar coisas dos anos 60. Por causa do figurino da minissérie, então, comecei a mudar de estilo e hoje gosto de vestidos compridos." Com o fim de Maysa - Quando Fala o Coração, Larissa ainda não sabe o que fará no futuro. Ela só tem uma certeza: ganhou um contrato fixo com a Rede Globo e continua chamando a atenção e ganhando o carinho do público por onde passa.

Após sucesso de 'Maysa', Larissa Maciel é muito assediada na SPFW

A atriz, que acaba de se despedir da minissérie 'Maysa', foi assistir ao desfile da Forum nesta segunda-feira, 19, na Bienal



Depois de assistir alguns desfiles do Fashion Rio, nesta segunda-feira, 19, Larissa Maciel foi conferir as novidades da São Paulo Fashion Week, na Bienal do Ibirapuera. A atriz, que estreou na TV como protagonista da minissérie "Maysa", acaba de se despedir da trama, mas mostrou que ainda não conseguiu sair completamente do papel. Ela estava elegante em um vestido preto com grandes brincos pretos com destalhes dourados.

Após duas semanas do ar com a minissérie, Larissa se tornou uma supercelebridade. A chegada dela à sala de desfile da SPFW ao lado do fotógrafo e maquiador Fernando Torquatto foi um tumulto só. Pessoas gritando seu nome, fotógrafos a mil e até um “cercadinho” improvisado no meio da passarela ocorreu.

“Está sendo incrível (a repercussão), as pessoas são supercarinhosas. Estou surpresa com o alcance da minissérie”, contou. Diante do assédio, ela diz, numa boa. “Ah, sou supertranquila em relação ao assédio. Acho que não muda muita coisa com o sucesso”.


Sobre moda, a atriz contou que sempre gostou de roupas retrô, mas que agora evita para não ficar associada à personagem. "Minha vida toda adorei roupas com ares dos anos 60. Mas agora não uso mais, por que ficou muito associada à personagem”, disse a gaúcha, que está sem novos papéis em vista por enquanto.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Larissa Maciel e Grazi Massafera (Video)

video

Entrevista para Globo (Vídeo)

video

Larissa Maciel, a Maysa da série, vai trocar Porto Alegre pelo Rio


Uma das grandes revelações da minissérie "Maysa", Larissa Maciel vai morar no Rio. A atriz, que passou o fim de semana em Porto Alegre, visitando a família, se mudará na próxima segunda-feira para a Barra da Tijuca. Contratada da TV Globo até o fim de 2009, ela ainda não sabe quais serão seus novos trabalhos na emissora, mas conta que não quer ficar parada por muito tempo.

- Tenho paixão pelo que faço, me jogo no trabalho feito uma louca - conta ela.

Aos 31 anos, Larissa, que nunca fez novelas, confessa que adoraria ser escalada para uma. E conta ainda que, quando era mais nova, era uma noveleira de carteirinha. Do tipo que "chorava compulsivamente" no dia do último capítulo.

- Eu não me lembro qual foi a novela, sei que tinha a Glória Pires no elenco, mas quando acabou, cai no choro. Minha mãe me conta que eu ficava triste porque dizia que como ia suportar nunca mais ver aquelas pessoas, ou seja, os personagens da novela - conta Larissa, rindo. - Também me lembro que a primeira novela das oito que minha mãe deixou eu assistir foi "Roque Santeiro".

Larissa, que saiu do ar ontem, com o fim da série sobre a cantora Maysa, diz que aprendeu a compreender as decisões, às vezes polêmica, que a artista tomava em sua vida e em sua carreira. E que não precisou fumar cigarros de verdade para fazer o papel (Maysa fumava e bebia muito).

- Usei em cena cigarros sem nicotina. Não fica nem cheiro. E o uísque que eu bebi, na verdade, era xarope de guaraná, e até que não era ruim não. A produção foi carinhosa e fez com que o gostinho ficasse bom - elogia Larissa.

fonte: http://oglobo.globo.com/

Já está escalada para novela!

Larissa Maciel, que ficou famosa ao interpretar a cantora Maysa na minissérie da Globo, está se mudando de mala e cuia para o Rio. A atriz gaúcha deixa Porto Alegre rumo a um apartamento na Barra da Tijuca, para ficar mais próxima do Projac. Contratada até o fim do ano, Larissa agora quer fazer uma novela. Ela deve atuar na próxima trama das oito, assinada por Manoel Carlos, e que substituirá "Caminho das Índias" a partir de setembro.

Fonte: Jornal EXPRESSO do RJ

Belezas Brasileiras










Para enaltecer a beleza natural da mulher brasileira, o fotógrafo e maquiador Fernando Torquatto convidou as atrizes
Letícia Birkheuer, Larissa Maciel, Fernanda de Freitas e Júlia Almeida para posar para suas lentes. “Quis mostrar a beleza delas na essência. São talentosas e, aos poucos, estão mostrando a que vieram e conquistando espaço”, diz Torquatto, que elaborou um make inspirado nas tendências de verão, estação que será marcada por looks naturais, com nuances de pêssego e bege. “Procurei fazer os cabelos de um jeito também natural, deixando que o volume deles fosse desenhado pelo vento.” Para sofisticar o visual das atrizes, composto basicamente de camisas brancas, Torquatto investiu em jóias com diamantes. “Não concordo com algumas pessoas que ainda acham que só se deve usar jóia em momentos de festa. Elas podem ser incorporadas ao dia-a-dia.”

Revista Quem, especial 8 anos.

"Ansiedade só dificulta a vida"

À primeira vista, os trejeitos delicados e a fala mansa de Larissa Maciel, protagonista da minissérie Maysa, afastam qualquer semelhança entre a atriz e a controversa cantora. Mas quem conhece a gaúcha garante que a aparente fragilidade esconde uma personalidade tão obstinada quanto a da intérprete de “Meu mundo caiu”. “Ela tem um gênio forte, luta por aquilo que quer. Trabalhar com outra coisa que não fosse atuar sempre esteve fora de cogitação”, afirma a mãe, a advogada Elaine. Aos 31 anos, Larissa tornou-se famosa no Rio Grande do Sul por protagonizar produções na RBS, afiliada da Globo. No dia 5, estreou como a estrela da minissérie Maysa – responsabilidade que parece não assustá-la. “Na minha carreira, as coisas sempre foram acontecendo direitinho. Me formei em artes cênicas, comecei fazendo teatro e trabalhos na TV em Porto Alegre. Dentro do estado, eu já era conhecida. É como se eu já tivesse passado por tudo isso numa escala menor”, diz. A paixão de Larissa pelos palcos vem desde pequena. “As meninas da idade dela costumavam dizer que queriam ser modelo. Mas ela sempre falou que queria ser atriz”, afirma a mãe. Estrela das apresentações do colégio, Larissa também gastava seu tempo livre brincando de teatro em casa. “Nas férias do colégio, adorava organizar peças com as minhas vizinhas. A gente passava o verão inteiro ensaiando uma peça, que eu escrevia, dirigia e protagonizava (risos). Era metida! A gente apresentava no jardim do prédio.” Na adolescência, participou de dezenas de peças amadoras e decidiu cursar artes cênicas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. “O pai dela e eu sugerimos que prestasse mais um vestibular. Ela passou em psicologia, mas, como as grades dos cursos não batiam, adivinha qual ela escolheu?”, diz Elaine.

O COMEÇO
Em 1997, Larissa estreou profissionalmente no espetáculo Um Conto de Inverno e não parou mais. Além das peças, participou de comerciais e deu aulas de teatro. “Sempre teve uma parcela de sorte e outra de esforço pessoal. Consegui sempre fazer trabalhos bacanas, mas dei aula de teatro, treinamento para empresários usando técnicas teatrais, fazia tudo que podia. Nunca pensei: ‘Vou fazer um concurso público’.” Em 2000, Larissa começou na TV, no especial da RBS Descompassado Coração. Dois anos depois, fez um registro para o banco de dados que a produção de elenco da Globo mantém com testes de atores. Em 2007, atualizou a gravação. No dia 1o de novembro daquele ano, um dia depois de seu aniversário, ela foi abrir os e-mails e um deles era o convite para um teste da minissérie Maysa. “No mesmo dia saí para comprar a biografia, CDs. Comecei a estudar como se fosse fazer o papel. Nisso eu sou bem parecida com a Maysa. Ela era muito inteira em tudo que fazia. Eu sou assim também. Se tenho que fazer uma coisa, quero fazer bem-feito.” Escolhida para o papel principal, de fevereiro a outubro de 2008 Larissa mergulhou na vida da cantora, morta em um acidente de carro em 1977 aos 40 anos. “Nunca tinha ouvido alguém falar: ‘Nossa, você é a cara da Maysa’. Eu sabia da existência dela, mas não sabia muito sobre sua vida”, diz. Coube ao diretor, Jayme Monjardim – filho único de Maysa – apresentá-la à história de sua mãe. “Uma das minhas grandes preocupações era que o personagem não fosse apenas imitação de Maysa. Larissa mergulhou, se entregou, conseguiu chegar ao olhar, às emoções, à forma de interpretar”, afirma. “Tem que ser uma grande atriz para fazer um trabalho desse.”

METAMORFOSE
Para entender a personalidade complexa da musa da fossa, Larissa debruçou-se sobre o precioso material que o diretor tinha guardado: diários pessoais, matérias de vídeo – filmes, entrevistas, especiais do Fantástico – e discografia. Passou por sessões de fonoaudiologia, aulas de violão e preparação corporal. “Foram oito meses de imersão total no universo da Maysa. Eu ia para o Projac todo dia às 9h e acabava meu dia por volta das 20, 21h”, diz. “Morava de frente para a praia e só fui até lá uma vez, quando meu namorado veio para o Rio.” O esforço arrancou elogios de Manoel Carlos, o autor da minissérie. Para o veterano novelista, a atriz é a nova promessa da TV. “Larissa tem muito talento, é uma atriz de teatro. Só não é uma celebridade da TV, mas isso não é importante quando se procura uma Atriz, com A maiúsculo. Ela é essa atriz.” Larissa diz que vai deixar o conforto da casa dos pais e os churrascos no sítio no fim de semana para se mudar de vez para o Rio – um investimento na carreira. “Vou sentir muita falta de todo mundo e dos meus gatos, Zion, Maya e Luma. Com os meus pais e o meu irmão (Fábio) eu posso falar, mas com os gatos não dá, né?” O namorado, André, um administrador que conheceu na fila do banheiro de um bar de Porto Alegre há oito anos, também deve se mudar para o Rio. Mas Larissa afirma que, por enquanto, os dois não pensam em casamento. “Só sei que quero ficar velhinha do lado dele.” Na vida profissional, também prefere não fazer planos. “Gosto de viver um dia de cada vez. Tenho 31 anos e procurei, ao longo desse tempo, ir domando a minha ansiedade. Ansiedade só dificulta a vida.”




Após 'Maysa', Larissa Maciel revela que adotou costumes da cantora

A atriz passou a usar acessórios dourados no seu dia-a-dia

Depois de um longo período envolvida com a história da cantora Maysa, a atriz Larissa Maciel conta que acabou mudando alguns hábitos na sua vida, como por exemplo o uso de acessórios dourados como brincos, colares e anéis: "Até antes da minissérie, eu não gostava muito de acessórios dourados. Com o tempo percebi que eles ficavam muito bem em mim e acabei adotando para o meu uso diário. Evidente que foi influência de Maysa", contou Larissa que chegou no início da noite deste domigo, 11, ao Fashion Rio, na Marina da Glória.


Além das peças douradas, usadas durante as gravações da minissérie, a atriz também revelou sua paixão pelos vestidos: "Era cada modelo mais lindo do que o outro. As roupas de show então, eram encantadoras", contou.

Larissa também confessou que aos poucos está se desprendendo do personagem que sem sombras de dúvidas será um divisor de águas para a sua carreira: "De vez em quando ainda olho no espelho e vejo a Maysa, mas depois passa. Ontem mesmo estava jantando em um restaurante quando fui abordada por um senhor que disse que eu era completamente diferente da Maysa. Isso me deixou muito satisfeita".

Larissa Maciel, atriz com raízes no Vale

Encantado

Depois de virar notícia em todo o país pela coroação de Natália Anderle como Miss Brasil, o município volta a respirar ares de fama. Isso porque tem raízes na cidade a atriz Larissa Maciel (30), protagonista da minissérie Maysa - Quando Fala o Coração, que teve seu último capítulo exibido pela Rede Globo. A jovem é filha do engenheiro Pedro Kummer, que passou a infância e adolescência no Bairro Navegantes. Lá a avó de Larissa, Linda Kummer, tornou-se líder comunitária. “Temos muitos parentes também em Roca Sales, onde está a família da minha esposa, Eliane. Meu irmão mais velho continua morando em Encantado”, conta Pedro. Ele acrescenta que considera o Vale do Taquari muito evoluída. “É uma região muito bela, um celeiro diante do Estado, em especial, na área agrícola.”
Os elogios maiores, claro, são para a filha. “Fico arrepiado com o sentimento que ela consegue passar. Ontem (terça-feira) foi ao ar o capítulo que mais gostei. Larissa conseguiu emprestar os seus sentimentos à personagem e foi uma emoção muito grande”, menciona Kummer. Ele se refere ao trecho da minissérie em que Maysa recebe a notícia da morte do seu primeiro marido, André Matarazzo, e mesmo assim volta ao palco para encerrar o show em um clube de Lisboa, Portugal.
Orgulho de prima
Filha de José, irmão de Pedro, a cirurgiã-dentista Camila Kummer diz estar impressionada com o carisma e atuação de Larissa. “Ela está maravilhosa na minissérie, meiga como sempre, com sua personalidade única e marcante”, elogia. O mais recente encontro com a prima foi no Natal, nos festejos na casa da avó, em Porto Alegre. “A Larissa nos disse que estava bastante feliz e confiante na sua estréia”, revela.
A fama de Larissa deixa a comunidade local curiosa. “Muitos dos meus pacientes chegam até o consultório e perguntam se ela é mesmo minha prima, questionam sobre a vida dela e, de fato, ficam bastante curiosos”, conta. “Estamos muito emocionados e ainda nos acostumando com o fato de ter uma artista na família”, complementa.
Larissa não leva o sobrenome do pai em razão da sonoridade. “Para a carreira artística o nome completo não soava bem, então decidiram extinguir o Kummer e deixar somente o segundo nome da mãe, Maciel”, explica Camila.

Com a palavra...
Larissa Maciel nasceu em Porto Alegre em outubro de 1977, ano da morte da cantora Maysa. Ela foi eleita entre mais de 200 candidatas para ser a protagonista da minissérie escrita por Manoel Carlos. A gaúcha é formada em Artes Cênicas, pela Ufrgs, e trabalha há 11 anos como atriz, tanto no teatro quanto na televisão. Um dos trabalhos de maior destaque da carreira até então foi a série A Ferro e Fogo.

O Informativo do Vale - Que impressão você tem da região?
Larissa -
Eu costumava ir a Encantado quando era pequena, na época em que a minha vó morava lá. Depois voltei a visitar alguns tios e agora faz anos que não volto à região. Mas tenho muitas imagens da minha infância ligadas a Encantado.

O Informativo do Vale - Como avalia o desafio de interpretar a cantora em um trabalho de repercussão nacional?
Larissa -
Com certeza esse é um grande desafio. A Maysa foi uma mulher muito intensa, marcante. Esse é um trabalho com muitas nuances. Foram oito meses de preparação, mergulhei na vida dela. A produção da minissérie nunca teve intenção de imitá-la, mas sim fazer um trabalho de dentro para fora, criativo, intenso.

O Informativo do Vale - Como está refletindo a interpretação da vida de Maysa, uma mulher que rompeu as barreiras do seu tempo?
Larissa -
A repercussão é incrível, muito carinhosa, todos se mostram emocionados com o trabalho apresentado. Agora, mesmo não tendo previsão de algum outro projeto, vou permanecer no Rio de Janeiro para cumprir todo o trabalho de divulgação da minissérie.


créditos: http://www.informativo.com.br/

domingo, 18 de janeiro de 2009

''Ao contrário de Maysa, sou muito feliz''

A sensibilidade de Larissa, que mora há nove meses na cidade, é latente. É só olhar ou falar algo que a emocione, que ela fica com os olhos vermelhos e a pele muito branca corada. Nas últimas semanas, porém, ela confessa que tem chorado além da conta por causa de própria atuação. Choro de orgulho, claro! Ela costuma assistir à minissérie com os amigos no flat onde mora, na Barra da Tijuca, e ainda consegue se surpreender com as cenas mesmo sabendo o que vai acontecer em cada capítulo. Doce, com gestos delicados e fala mansa, ela pouco lembra o furacão Maysa. Semelhanças com a vida turbulenta da cantora então, nem pensar. "Sempre tive uma vida muito certinha. Morei na mesma casa durante anos e só saí do Sul agora. Ao contrário dela, sou uma pessoa muito feliz." Gaúcha de 30 anos, Larissa decidiu ser atriz ainda criança e promovia peças teatrais - que produzia, dirigia e atuava - no condomínio onde morava. "Buscava o meu irmão no campo de futebol para ajudar no espetáculo. Eu era muito abusada", relembra. Formada em Artes Cênicas, estreou profissionalmente no espetáculo Um Conto de Inverno em 1997. Três anos depois entrou para a RBS, afiliada da Rede Globo, no especial Descompassado Coração. O trabalho na emissora gaúcha chamou a atenção do produtor da minissérie, Léo Gama, que a convocou para os testes de Maysa. Em novembro de 2007, a atriz concorreu com mais 200 candidatas ao papel. "Era uma verdadeira fábrica de Maysas. Eu fiquei sentada com um monte de clones esperando a minha vez de entrar", diverte-se Larissa, que com a caracterização de Fernando Torquatto acabou se convencendo da semelhança com a personagem. "Íamos gravar a cena do show do Olympia (teatro parisiense), e fiquei muito tempo no camarim. Me olhei no espelho e me senti Maysa. Foi até assustador."
Após ter mergulhado oito meses na vida e na obra da cantora, que se consagrou nas décadas de 50 e 60 e morreu num desastre de carro aos 40 anos, Larissa diz ter se tornado sua grande fã. Jayme Monjardim lhe confiou seis pastas com diários, letras e poemas inéditos da mãe. "Pedia licença para ela toda vez que ia ler os seus escritos. É muito forte você tomar contato com as coisas de alguém que já morreu", diz. A atriz conta ainda que teve uma experiência "sobrenatural" com Maysa ao vestir uma túnica que lhe pertenceu. "As camareiras não conseguiam fechá-la no meu corpo e eu pedi para tentar. Consegui fechar os botões em um segundo. Encarei isso como uma permissão para que eu usasse as suas coisas."
As afinidades entre personagem e intérprete, no entanto, se limitam ao olhar e à determinação profissional. Larissa garante não ter vocação para curtir fossa. Ela namora há oito anos o administrador de empresas André Surkamp, a quem conheceu em um bar em Porto Alegre, e com quem pretende morar no Rio de Janeiro. "Agora é a hora de investir na minha carreira. A gente não tem planos de se casar já, mas quer ficar junto a vida inteira."
E enquanto o "namorido" não chega, a atriz vai lhe passando as suas impressões do life style carioca. "Eu ainda não me acostumei a ver as pessoas andando de roupas de praia no meio da rua. Fui ao supermercado e fiquei constrangida ao ver um senhor comprando iogurte de sunga. Me deu vontade de falar: senhor eu estou vendo a sua bunda", brinca ainda atônita. Fica mais uma vez provada a diferença entre a atriz e Maysa: a cantora talvez se divertisse mais com a situação.

Larissa Maciel já experimenta o sucesso entre os fãs

Durante as gravações em Maricá, no litoral do Rio de Janeiro, a atriz recebeu pedidos de autógrafos no restaurante onde a equipe almoçava. Surpresa, ela foi atenciosa com os fãs e chegou a autografar até mesmo um CD de Maysa.

“Acho que todo ator dever estudar, não basta só ter talento"


“Tenho vários pontos que me aproximam e me afastam dela (Maysa), e isso torna o trabalho ainda mais interessante. Temos uma intensidade muito forte, e acho que fiquei ainda mais intensa depois das gravações. Me tornei uma artista melhor, uma pessoa mais sensível, e estou adorando isso. Cada vez mais percebo que todos os minutos valeram a pena”, conta a atriz, que ainda aponta uma diferença na personalidade.“Sou muito estável, equilibrada, e acho que isso nos diferencia. Morei na mesma casa a vida toda, estudei na mesma escola - quando terminei, já sabia que carreira seguir -, tenho um namorado há oito anos. E ela teve uma instabilidade muito grande, desde criança. Isso a tornou também instável emocionalmente”, completa a morena, que namora o administrador de empresas André Sirkamp.

Apesar de estar estreando em circuito nacional, Larissa Maciel ressalta que não começou a carreira agora e tem batalhado muito, para ganhar reconhecimento.
“Acho que todo ator dever estudar, não basta só ter talento. Depois fazer a prática, continuar estudando e tudo acontece devagar, da forma que deveria ser”.

Mais entrevistas!! (Revista Tititi)

O que você achou mais complicado de fazer como Maysa?
Olha, tudo foi muito intenso, como ela era. Não teve nada fácil, mas o processo inteiro foi bastante prazeroso. Fiquei emocionada ao ver as cenas na TV e, ao mesmo tempo, senti saudade dos parceiros da minissérie.

Alguma sequência em especial foi muito difícil?
A cena em que a Maysa morre. (A cantora faleceu num acidente de carro em 22 de janeiro de 1977, na ponte Rio-Niterói, no Rio). A gente acaba se apegando ao personagem. Eu fiquei muito íntima dela. Aquele acidente aconteceu de verdade e custou a vida de Maysa... É muito forte.

O fato de o diretor Jayme Monjardim ser filho de Maysa a deixou constrangida em alguma situação mais delicada da história?
Não, porque o Jayme se preparou bastante pra dirigir esse trabalho. Além disso, ele é muito bem resolvido com a memória da mãe e, em cada cena, sabia o que queria.

Você escutou as músicas que ela cantava? O que achou?
Escutei toda a discografia de Maysa. E não tinha como não gostar, né? O repertório é basicamente de boleros, bem característico da época das cantoras de rádio. E muitas coisas que ela cantava, inclusive em inglês ou francês, permanecem bastante atuais.


Larissa encorpora Maysa em seu figurino


Sucesso como intérprete da cantora Maysa na série homônima de Manoel Carlos, a atriz Larissa Maciel já chegou ao Fashion Rio, onde vai conferir o desfile de Walter Rodrigues.

“Eu adoro moda. Fazer a Maysa me ajudou a fazer um passeio pelas décas de 40, 50 e 60 também com relação à moda. Ela usava desde tubinho, passando pela saia godê, até um longo. A Maysa era muito elegante, tinha um extremo bom gosto”, comentou.
A identificação com a personagem foi tão grande que Larissa disse ter incorporado algumas preferências da cantora em seu figurino.

“Eu não usava acessórios dourados, mas depois da minissérie eu passei a usar. A repercussão da minissérie está maravilhosa, as pessoas estão encantadas, estou muito feliz. Afinal, foi um trabalho de oito meses de preparação”, avaliou a atriz, que tornou-se fã de sua personagem.
“Eu fiquei realmente apaixonada pela personalidade dela. Consigo compreender o que ela fez com o filho, colocando-o no internato. Já me despedi da Maysa. Foi um processo longo, mas estou muito satisfeita. O público é sempre muito carinhoso”, afirmou.

Grazi ganha o abraço de Larissa após deixar a passarela

O desempenho de Grazi rendeu muitos elogios. "Ela veste minhas roupas perfeitamente, tanto que só fez a prova hoje. Grazi é sensível, não tem nada de over. É uma mulher contemporânea e linda, corajosa e guerreira", afirmou Walter, que apostou em tecidos masculinos como a new casimira mescla.
Na plateia, vips como Larissa Maciel, a Maysa da minissérie global, aplaudiu a coleção. "É elegante e Grazi conduziu as roupas impecavelmente", disse ela, que adora vestidos longos.

E que venham mais elogios para Larissa!!!

E dessa vez quem elogiou a gaúcha foi o senador Eduardo Suplicy (primo de Jayme Monjardin). Durante um jantar especial, que contava com 75 convidados, na casa de Jayme para comemorar a minissérie, o senador disse:

"Fui ao casamento do tio André com a Maysa e tivemos bastante contato. A casa dos meus pais era vizinha a dos meus avós, onde eles moraram. Maysa era uma moça linda. Achei a minissérie maravilhosa, assim como a atriz que interpreta a minha tia", comentou Suplicy, referindo-se à estreante Larissa Maciel.

Larissa Maciel mostra sua personagem Maysa pelas lentes fotográficas


A QUEM Acontece, da Editora Globo mostra a nova atriz gaúcha posandoem clima dos anos 70.
Fotografada por Fernando Torquatto, Larissa Maciel aparece na revista QUEM Acontece. A atriz posa como sua personagem Maysa,protagonista da nova minissérie da TV Globo, Maysa - Quando fala o coração.
“Fiz um ensaio inspirado na Maysa, mas com uma pegada totalmente fashion. São peças que estão em todas as lojas agora e mostram como o look Maysaé contemporâneo, com peças nesse clima dos anos 70″, diz o fotógrafo Torquatto.

Mais uma da Festa de Lançamento!


Na festa de lançamento da minissérie, Larissa estava com look digno de família Matarazzo.
Preto longo com brilhos e assimetria, chique sem esforço, de deixar qualquer mulher linda.
Fora que Larissa é super original: usou batom pink quando todo mundo ainda está usando o vermelho. Gostamos também da bolsinha bicolor, do brinco cascata... perfeita! Olho nela, gente!

Larissa Maciel aposta no longo com laço na cintura


A atriz Larissa Maciel, a Maysa na minissérie de verão da Globo, acaba de aparecer linda no Fashion Rio. Vestido longo com decote tomara-que-caia e uma estampa colorida, que faz um contraste perfeito com o fundo cinza, foi a escolha da artista para o evento. Arrematando o look, uma fita azul marca a cintura, amarrada em um laço.

Protagonista de "Maysa" diz que não tem medo de ficar marcada por um único papel

Se na minissérie da Rede Globo a cantora Maysa vive às turras com a imprensa, a atriz que a interpreta, para a alegria dos jornalistas, é bem diferente. A gaúcha Larissa Maciel, 31 anos, é simpática e solícita. Isso que, desde que a trama estreou na TV, no dia 5, atender a imprensa é a principal atividade da atriz: — Estou passando dias inteiros dando entrevistas. Mas isso não é nenhum problema. Afinal, todo mundo gosta de falar sobre algo que gosta — diz. Contratada da Globo por mais um ano, Larissa sente-se preparada para voos maiores. Amparada por 11 anos de experiência como atriz, não tem medo de ficar marcada por um único papel.


Diário Gaúcho — Como é assistir-se na tela como Maysa? Tem acompanhado as críticas?
Larissa — Não perco um capítulo, pois ali está o resultado do trabalho de todos, do Jayme Monjardim (diretor), do Fernando Torquatto (maquiador), do Affonso Beato (diretor de fotografia). Estou achando lindo, incrível, a edição está maravilhosa... Quanto às críticas, procuro ler tudo o que está saindo, e, até agora, só li elogios. Sinto que as pessoas estão recebendo bem o trabalho, totalmente diferente de tudo o que eu já tinha feito. Estou feliz.

DG — E agora, qual o próximo passo?
Larissa — Tenho de esperar para ver o que vai acontecer. Estou contratada por mais um ano pela Rede Globo, à disposição para novos trabalhos...

DG — Uma novela?
Larissa — Uma novela deve ser bem desafiadora, pois significa um trabalho de oito meses. Trabalhar numa obra aberta, como uma novela, onde não se sabe o que vai acontecer, deve ser instigante. Seria uma novidade, algo que me interessa muito.

DG — E que tipo de personagem gostaria de interpretar? Vilã ou mocinha?
Larissa — Ainda não pensei nisso. Mas gosto de boas histórias para contar, não importa se como vilã ou mocinha.

DG — Vai ser difícil livrar-se da imagem de Maysa?
Larissa — Sou uma atriz com 11 anos de carreira, tenho técnica e formação universitária. A Maysa é uma personagem de caracterização e composição. Fala com uma voz que não é a minha, tem um gestual diferente do meu. Os gaúchos que assistiram aos meus trabalhos na RBS TV (Larissa participou dos especiais A Ferro e Fogo e Os Escritores, entre outros), dizem que não veem nada meu nela. Não sou um clone da Maysa. Mas claro que ela é forte e que vão me associar a ela por um tempo.

DG — Muita gente lembra da Mel Lisboa, que estourou na minissérie Presença de Anita (2001), mas, depois, não conseguiu emplacar outro sucesso na tevê. Como evitar?
Larissa — Mel era uma menina jovem, que ainda não era atriz quando fez a minissérie. Anita era o seu primeiro personagem, e ela agarrou-se com unhas e dentes. É bem diferente. Maysa é um somatório. O fato de eu ter feito este personagem, hoje, é o resultado dos meus 11 anos de carreira e da experiência que adquiri este tempo todo.

sábado, 17 de janeiro de 2009

Video Show


Do dia 5 ao dia 9 de Janeiro, Larissa participou do quadro "Video Game" do Video Show (programa apresentado pela Globo). Ela participou com Melissa Vettore contra os atores Eduardo Semerjian e Jayme Matarazzo, todos da minissérie Maysa. A dupla de Larissa acabou perdendo, mas foi muito legal a participação dela durante toda essa semana.

"Maysa" chega ao fim!

E encerra Maysa! Uma minisérie que arrebatou o público, garantindo recorde de ibop a Globo e que foi feita para mostrar o grande amor de um filho, dedicado a sua mãe. Quando Jayme vê a possibilidade de tê-la presente em sua vida, a estrela se apaga…

Assistimos a vida de Maysa compactada, já que Jayme pediu a Globo 14 capítulos e só lhe foi cedido 9°!


Capítulo 9° que entra na fase leve da vida de Maysa, que começa da 2° tentativa de suicídio por sua separação com Miguel. Nesse dia triste, Maysa lembra do comentário do ator Carlos Alberto e decide ir conhecer a cidade de Maricá e acaba se apaixonando pela cidade.Maysa passa a ter uma vida tranquila quando constrói sua casa em Maricá e se apaixona por Carlos Alberto, dedicando-se a pintura e refugiando com o ator na cidadezinha.


Mas como a vida de Maysa sempre foi feita de perdas, eles se separam quando Maysa mente para uma revista que está grávida o que magoa profundamente Carlos, ficando sozinha novamente.Jayme deixa o internato na Espanha e voltando ao Brasil, fala para mãe tudo aquilo que lhe chateou em todos os 10 anos em que ficou abandonado no internato.Jayme só perdoa a mãe após 2 anos, após sua chegada ao Brasil, no dia do seu casamento quando no sagão do aeroporto eles se despedem, falam, choram e pedem perdão.Num dia, Maysa decide ir para Maricá mas sem conseguir companhia e mesmo a contra a vontade dos pais, ela resolve viajar sozinha. Dirigindo a caminho de sua casa em Maricá, ela sofre um acidente na ponte Rio- Niterói e não resiste ao impacto.Maysa falece aos 40 anos de idade, com 20 anos de carreira, mãe de um único filho agora casado e sozinha… ela se vai, sem nem ao menos se despedir do filho que viajava.

“Acredito profundamente em Deus. Acho que existe alguma coisa além de nós e mais forte do que nós, que nos ajuda em nossa realização como pessoas humanas…"

“Minha imagem do Paraíso? Taí, nunca parei para pensar. Qualquer coisa colorida, cheia de nuvenzinhas, anjinhos, a gente pulando de uma nuvem pra outra. Um negócio assim, tipo Hollywood”

[Eternamente Maysa]

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Revista Contigo


Os olhos de um azul translúcido chamam a atenção de quem conversa com a atriz Larissa Maciel, 31 anos, a protagonista da minissérie Maysa - Quando Fala o Coração (Globo). Em muito lembram os expressivos olhos verdes da cantora, morta em 1977 (mesmo ano em que Larissa nasceu, em Porto Alegre). À primeira vista, a semelhança para por aí.

Larissa nasceu e cresceu na zona norte da capital gaúcha, onde também estudou, no mesmo colégio, durante toda a sua formação. Seus pais, a advogada Elaine Maciel Kumer, 59, e o engenheiro Pedro Kumer, 60, são casados até hoje. O irmão, Pedro, é fisioterapeuta e tem 28 anos. O namorado, o administrador de empresas e músico André Surkamp, é o mesmo há oito anos. Os quatro curtem a trajetória da moça tímida que, aos 4 anos, só perdia o rosado das bochechas saltadas quando subia ao palco nos teatrinhos da escola. Um clima estável e feliz, bem diferente do escancarado em letra e voz por Maysa, cantora aclamada como rainha da fossa por cantar a tristeza e a melancolia de amores mal resolvidos, em clássicos como Meu Mundo Caiu (... E me fez ficar assim / Você conseguiu / E agora diz que tem pena de mim) e Felicidade Infeliz (Felicidade / Vamos fazer um trato / Mande ao menos um retrato / Pra que eu veja como és).

Se o clima de Larissa é mais low profile que o de Maysa, a trajetória profissional é de entrega semelhante. A atriz nunca pensou em fazer outra coisa na vida a não ser atuar. Depois de muito teatro amador na adolescência, prestou vestibular para Artes Cênicas, que cursou na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. ''Era uma época em que eu, como boa portoalegrense, curtia os bairros Bom Fim e Cidade Baixa. Caminhava pelo Parque da Redenção e parava em seus recantos para ler e estudar.''

A estreia nos palcos aconteceu no Teatro Bruno Kiefer, na Casa de Cultura Mario Quintana. Depois, vieram os trabalhos na TV, em produções ficcionais locais e em vários comerciais. Larissa orgulha-se de nunca ter parado de trabalhar na área e de sempre ter conseguido suas personagens em testes geralmente disputados. ''Mas nunca fui de escolher, trabalhei em empresas, dei aulas de inglês, não fiquei esperando eternamente pelo papel principal.''

Para viver Maysa não foi diferente. O convite partiu de Léo Gama, produtor de elenco da Globo, que a conhecia desde 2002. Em outubro do ano passado, um dia depois de fazer aniversário, Larissa foi conferir os e-mails de parabéns e deu de cara com um chamado: fazer um teste para uma minissérie na Globo escrita por Manoel Carlos e dirigida por Jayme Monjardim. ''Não pensei duas vezes e aceitei. Em seguida, levei um susto. O teste era para viver o papel principal, Maysa, a cantora famosíssima e polêmica, e que, ainda por cima, era a mãe do diretor'', recorda.

A gaúcha correu para a internet e encontrou um vídeo com a cantora entoando Ne Me Quite Pás dirigida, em um especial de TV, por Antônio Abujamra. ''Pirei naquela mulher'', resume, boquiaberta com a interpretação a que assistiu. Algumas semelhanças físicas entre ela e Maysa, como as bochechas e os olhos, até foram percebidas, mas superficialmente.

Contudo, já no Rio de Janeiro, caracterizada para fazer o teste, levou outro susto. ''Fernando Torquatto (o responsável pela caracterização dela na produção) me deixou passada, fiquei a cara dela!'', espantou-se. O teste: um monólogo de seis páginas. ''Não me preocupei com nada mais. Não quis saber quem ou quantas pessoas estavam participando da seleção. Era minha primeira experiência no Rio, na Globo, para um trabalho tão importante. Queria fazer um bom teste. Saí satisfeita e liguei direto para minha mãe para contar.''

Pois entre o tal teste e seu resultado passaram-se 20 dias. Pensa que Larissa ficou em casa sentada, esperando pela sentença final? Nada disso. Ela trabalhou como se o papel já fosse seu. Leu a biografia escrita por Lira Neto e ouviu as canções de Maysa sem parar. Então, veio o ''sim'' da Globo.

Água-de-coco
A preparação de fato veio a partir de fevereiro do ano passado, com a mudança de Larissa para um flat na Barra da Tijuca, no Rio, cidade que já ama, porém, ainda não curtiu como gostaria. ''Fui pouco à praia, mas adotei a água-de-coco'', revela ela, que nunca foi mesmo fã de chimarrão. Sozinha no Rio de Janeiro, de contrato assinado com a Globo, Larissa só lamenta a saudade dos pais, do namorado, do irmão, dos três gatos vira-latas e da salada de frutas com sorvete da Banca 40 do Mercado Público de Porto Alegre. E também do cheiro de ligustre (árvore comum no sul do país) de suas ruas.

Para interpretar Maysa, Jayme a abasteceu com tudo sobre a mãe: fotos, publicações na imprensa, material em vídeo e os diários pessoais. Foram oito meses de trabalho diário. ''Mergulhei de cabeça na vida de Maysa. Quando me dei conta estava apaixonada por aquela mulher.''

Esse mergulho na vida da cantora fez com que ela se deparasse com uma semelhança fundamental entre elas. ''Sou uma pessoa feliz, bem resolvida, que sempre levou uma vida estável e conseguiu, devagarinho, quase tudo o que quis até agora. Mas sinto que, quando trabalho, entregome de corpo, alma e coração, bem como Maysa fazia com quase tudo na vida.''

Vídeo da Festa de Maysa

video

Vídeo falando da estréia da minissérie e da atriz Larissa Maciel!

Novo Vídeo


A atriz gaúcha deu uma entrevista à TV CARAS em que faz um balanço sobre a minissérie dirigida por Jayme Monjardim na Globo, que termina na próxima semana. Ela diz que tem sido reconhecida nas ruas e que tem recebido elogios pela atuação. Mas que a vida da cantora Maysa a ensinou a ser uma pessoa melhor. Ela também fala da semelhança com a cantora e com a atriz hollywoodiana Drew Barrymore.

Para ver o vídeo na íntegra acesse: http://www.caras.com.br/secoes/noticias/noticias/10572/



quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Entrevista e Sessão de Fotos (Revista Caras)

A semelhança entre a gaúcha Larissa Maciel (31) e Maysa (1936-1977), personagem que protagoniza na minissérie homônima da Globo, é evidente: os olhos são os mesmos "oceanos não pacíficos" exaltados em versos dedicados à cantora pelo poeta Manuel Bandeira (1886-1968). Mas entre elas há mais em comum, como revelou a atriz na Ilha de CARAS. "Maysa se colocava inteira no que fazia. Não gostava de nada pela metade. Também sou assim, obstinada, me jogo no que quero. Quando fiz o teste para a minissérie, estudei a personagem como se já fosse minha", conta Larissa, que desde criança queria ser atriz, formou-se em interpretação e já trabalhou em peças, curtas-metragens, publicidade na TV e na área de dramaturgia na RBS, afiliada da Globo no RS.Atriz e personagem se distanciam quando o assunto é afeto. Enquanto Maysa, conhecida como rainha da fossa, teve uma vida amorosa polêmica, Larissa é apaixonada há oito anos pelo administrador André Surkamp (30). "Deus foi muito generoso comigo, André veio com tudo o que desejava em um homem. É um pacote completo", diz, descontraída e sem sapatos, lembrando mais uma vez Maysa, que ganhou o apelido de Condessa Descalça por se apresentar assim em shows.

- Há planos de casamento?
- Nós pretendemos ficar velhinhos juntos, mas não temos data de casamento. E, por enquanto, também não pensamos em filho, apesar de eu adorar crianças. Já dei aulas de inglês em classes infantis. E permaneci como professora porque não conseguia ficar longe dos pequenos. Acho que vou ser uma mãe babona, mas quem não é?

- André é de Curitiba e você está de mudança de Porto Alegre para o Rio por causa de trabalho. Como fica o namoro?
- Ele entende meu trabalho, é superparceiro, sempre me apoia. Existe saudade, sim, mas um namoro de oito anos é algo estável. O equilíbrio das duas pessoas é que faz a relação ir para frente. O casal tem que querer a mesma coisa. Eu e André queremos estar juntos. Ele até se animou para vir para o Rio também.

- E a saudade da sua família?
- Comprei rádio para todo mundo, para ficar falando. Isso dá uma proximidade maior.

- Você é uma mulher vaidosa?
- Muito. Gosto de passar o tempo me arrumando. O momento em que eu vou me maquiar é quando ponho o dia em ordem.

- Sua base de atuação era o Sul. Como vivencia a fama nacional por causa da minissérie?
- Eu tirei tantas fotos como Maysa em 2008 que, quando fui posar de Larissa para CARAS, disse: 'Não sei fazer fotos de Larissa, só de Maysa!' Mas é gostoso.

- Sente-se realizada?
- Sou inquieta. Apesar de realizada, quero mais.

Fonte: http://www.caras.com.br/edicoes/792/textos/9531/
Entrevista com Larissa Maciel (MSN)

Entrevista muito boa. E vem com ótimas notícias: "Maysa" será filme!!!

Como tem sido a repercussão da minissérie?

Recebi muitos e-mails e ligações me parabenizando. Estou muito feliz. Amigos, familiares e inclusive aqueles que conviveram com a Maysa, e que estiveram conosco durante as gravações, todos se disseram muito emocionados.

Como foi o processo para compor Maysa?

Há um ano, mergulhei de cabeça no universo dela. Ela morreu exatamente no ano em que eu nasci: 1977. Confesso que não conhecia profundamente sua história. Sabia como ela havia morrido e conhecia algumas músicas famosas.

Qual a principal dificuldade para ser Maysa?

Trabalhei muito para poder interpretá-la. O maior obstáculo foi a voz. Maysa tinha uma voz muito mais grave que a minha.

O diretor Jayme Monjardim, filho de Maysa, te deu algumas dicas?

Tive acesso a tudo o que ele guardou como recordação. Trabalhamos juntos desde o começo. Dei duro, mas foi tudo muito tranqüilo.

Além da série, a história de Maysa também será lançada como filme?

Sim. O longa-metragem foi filmado juntamente com o seriado. É claro que a história ficou mais focada, pois a minissérie tem apenas nove capítulos.

Como foi trabalhar com Manoel Carlos?
Quando nós recebíamos os textos do Manoel Carlos, ficávamos emocionados só de ler, pois um capítulo é melhor que o outro. Os telespectadores vão ver isso na tela.

Muitas pessoas comentam sobre a sua semelhança física com a personagem. Você se acha parecida com ela?

Nunca. Na verdade sou bem diferente dela, mas quando me vi pela primeira vez caracterizada até eu mesmo achei impressionante. Aliás, todos que me conhecem pessoalmente, e aqueles que conviveram com ela, ficaram impressionados com a semelhança. Isso para mim é motivo de orgulho.

E quanto ao temperamento forte? Existe alguma semelhança?

Nisso também sou bem diferente. A Maysa é uma mulher mais introspectiva. É uma personagem mais forte. Agora se tem algo de semelhante entre eu e ela é que ambas se entregam de corpo e alma naquilo que fazem. Nisso nós somos idênticas. Foi assim que consegui encarar a personagem e era assim que Maysa fazia com sua arte.






Larissa Maciel interpreta Maysa na nova Minissérie da Globo

Larissa vai interpretar a famosa cantora Maysa na minissérie "Maysa - Quando Fala o Coração", que estréia no dia 05 de Janeiro. A minissérie será apresentada em 8 capítulos e tem grandes chances de ir para a telona. Larissa entrou de alma e coração na personagem, vivendo 1 ano para Maysa, aprendendo sobre suas atitudes, manias... sua vida! Agora só podemos esperar para ver o resultado desse grande trabalho dirigido por Jayme Monjardin (filho de Maysa).

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Bem-vindos ao Larissa Maciel Oficial!

A partir de hoje (14 de janeiro de 2009) vamos começar a postar todas as novidades sobre a atriz Larissa Maciel.
Nosso site estará sempre atualizado com fotos e notícias, sendo o site oficial da atriz que admiramos tanto.
Todos que tiverem novidades podem avisar, todos são bem-vindos.


Então, façam bom uso do Larissa Maciel Oficial.

Atenciosamente,
Mariana Talarico e Gabriela Fernandes